“Gin Cana” com drinques na Academia da Cachaça

12 de fevereiro de 2019 - 16h49

Evento irá reunir três produtores de gins orgânicos que também destilam cachaça 

 

gin tem feito um enorme sucesso entre os consumidores, mas o que poucos sabem é que, entre algumas marcas de excelentes produtores de cachaça, estão também ótimos gins. Pensando nisso, a Academia da Cachaça criou o “Gin Cana”, evento que acontece nas filiais do Leblon e da Barra da Tijuca, a partir do dia 14 de fevereiro, e irá reunir drinques à base de três gins orgânicos, produzidos por gente que entende e, regularmente, destila cachaça. 

São três novos drinques, criados pela sommelière e bartender Deise Novakoski, consultora da Academia da Cachaça, e que reúnem a cana como ingrediente para a produção da bebida. Entre eles estão o Vitoria Régia (R$18,00), feito com gin, limão galego, manjericão, açúcar mascavo e água tônica, o Virga (R$22,00), que leva gin, bitter de açafrão e estrela de anis; e o WH. 48 (R$26,00), a base de gin, finas fatias de pepino e água tônica. 

Quem quiser conferir, os novos drinques ficarão disponíveis na Academia da Cachaça até o fim do Carnaval. Aqueles preferidos do público ficarão permanentemente na carta de drinques da casa. 

Os gins participantes 

Para o evento, foram escolhidos três produtos orgânicos com pegadas bem diferentes. O Gin WH48, feito por Evandro Weber, na Destilaria H. Weber, em Ivoti  (RS), tem o estilo London dry gin, sendo utilizado nas infusões da tradicional erva-mate gaúcha da espécie ilex paraguariensis, que proporciona leve amargor, além do gengibre nativo do lote 48 da Família Weber e folhas de cana-de-açúcar frescas, que tornam único no mundo. O gengibre traz um sabor picante e as folhas conferem um aroma fresco à bebida. 

Na mesma destilaria, em Ivoti, Ewin Weimann produz para a marca Carmosina a linha de cachaças Yaguara e o gin Vitória Regia. A partir da destilação de cana-de-açúcar, ele retifica e redestila a bebida até obter um álcool neutro. À essa base neutra são misturadas infusões feitas em duas bases: a primeira com zimbro pimenta-da-Jamaica, semente de coentro e cardamomo e a segunda que se junta a 30% de outro destilado de botânicos. O resultado é um gin seco, leve e fácil de se misturar com a maioria dos ingredientes. 

A produção do Virgaé semelhante a um fenômeno meteorológico chamado de “chuva fantasma", que ocorre quando a precipitação da água das nuvens evapora antes de atingir o solo. Parecido com o que ocorre dentro dos alambiques de cobre, quando os vapores do álcool evaporam, condensam e precipitam na forma de destilados como runs, cachaças, uísques e gins de qualidade. Produzido pelos amigos Joscha Niemann, Gabriel Foltran, João Lucas Leme e Felipe Jannuzzique primam pelo uso e difusão da cultura, costumes ingredientes do nosso país, este gin ganhou recentemente o prêmio de MELHOR gim contemporâneo do Brasil, pelo World Gin Awards.Além de zimbro, sementes de coentro e pacová, na elaboração do Virga é usado um ingrediente inédito: pequenas doses cachaça pura de alambique, trazendo os aromas primários da cana-de-açúcar na sua receita. Uma cachaça feita especialmente para Virga e é produzida na própria fazenda Guadalupe, em Pirassununga (SP), onde é feito o gin. 

Serviço:   
Academia da Cachaça   
 
LEBLON 
Endereço: Rua Conde Bernadotte, 26, Leblon, Rio de Janeiro.       
Telefone: (21) 2529-2680 / 2239-1542     
Horário de funcionamento:      
Segunda a quinta, de 12h até 00h. Sexta a domingo, de 12h até 01h     
BARRA DA TIJUCA    
Endereço: Av. Armando Lombardi, 800 - Loja 65- L (Cond. Condado de Cascais)    
Telefone: (21) 2492-1159 / 2493-7956    
Horário de funcionamento:     
Terça a quinta, de 12h até 00h. Sexta e sábado, de 12h até 01h. Domingo, de 12h até 19h.    
Cc/Cd: Visa/Elo - crédito e débito | Master/Diners - crédito e débito | Amex | Alelo/Visa Vale | Ticket Eletrônico | Sodexo    
www.academiadacachaca.com.br   
www.facebook.com/academiadacachaca / www.instagram.com/academiadacachaca  

Para ver outras notícias clique aqui